(19) 3251-2312 / 3325-1522  |    (19) 99837-4640  |    contato@singular.med.br  |  
 

nervos2Estudos apontam que sete em cada cem pessoas têm dor com características neuropáticas. A dor neuropática é um tipo de dor que costuma ter um grande impacto na vida de quem sofre com elas. Em comparação com outros tipos de dor, costuma ser mais intensa e estar associada a incapacidade, e uma considerável diminuição na qualidade de vida.

A dor neuropática surge como uma consequência direta de uma lesão ou doença que afete o sistema somatossensorial. Os sintomas mais comuns são dor em choque ou em queimação, formigamento e sensações alteradas.

Os principais exemplos de condições de dor neuropática são: radiculopatia lombar (mais conhecida como "ciática"), neuralgia pós herpética (dor pós herpes zoster), neuropatia diabética e neuropatia causada por HIV. Há também a dor neuropática pós-cirúrgica, que ocorre quando algum nervo é lesionado durante uma cirurgia.

Além disso, a dor neuropática pode surgir após um AVE ou lesão da medula espinhal, na esclerose múltipla e em diversas outras condições neurológicas e metabólicas. Até mesmo dores que não costumam surgir de condições especificamente neuropáticas podem ter características neuropáticas, como em certos casos de osteoartrite e dor oncológica.

O tratamento farmacológico mais indicado para a dor neuropática envolve medicamentos anticonvulsivantes, como gabapentina ou pregabalina, e antidepressivos, como amitriptilina e duloxetina. Outros recursos importantes a serem considerados para o tratamento são os procedimentos minimamente invasivos, como Radiofrequência ou bloqueios anestésicos. Exercícios físicos orientados e psicoterapia podem ser importantes recursos auxiliares no tratamento dessas condições.

A IASP (Associação Internacional para o Estudo da Dor) escolheu o ano de 2015 como o Ano Mundial contra a Dor Neuropática, com o objetivo de desenvolver uma maior consciência sobre esta condição e contribuir para o seu tratamento mundo todo. A campanha inclui atividades educativas para profissionais de saúde, líderes governamentais e o público em geral.

O site da IASP conta com vários textos informativos sobre dor neuropática. O material está escrito em diversas línguas, inclusive Português. Portanto, para saber mais sobre o assunto, clique no link: http://www.iasp-pain.org/Advocacy/Content.aspx?ItemNumber=3934