dor pós trauma subdiagnósticosA dor crônica pós trauma se desenvolve ou aumenta de intensidade após uma lesão tecidual, envolvendo qualquer trauma ou queimadura. A dor pode estar localizada na área da lesão, ser projetada ou referida para outra área. Geralmente, trata-se de uma dor neuropática. A nova versão da Classificação Internacional de Doenças (CID-11) lista 5 subdiagnósticos para esta categoria. São eles:

1 – Dor crônica após queimadura: as lesões são geralmente causadas pelo calor, mas também podem se relacionar a eletricidade, químicos, fricção, radiação ou frio. A prevalência vai de 18 a 52% dos casos.

2 – dor crônica após lesão de nervo periférico ou central: este subdiagnóstico está classificado em duplicidade com dor crônica neuropática. Envolve dor crônica após uma lesão periférica ou lesão ao sistema nervoso central, especificamente ao cérebro ou à medula.

3 – Dor associada à lesão em chicote: trata-se de uma dor crônica que se desenvolve após uma lesão no pescoço devida a rápida aceleração-desaceleração do movimento do pescoço. São lesões comuns em acidentes automobilísticos, esportivos ou abuso físico. Nos EUA e Europa, a quantidade acumulada de lesões em chicote devido a acidentes de carro aumentou de 300 casos para 100 mil desde 1990. Excitabilidade central tem um papel central neste tipo de dor.

4 – Dor crônica após lesão musculoesquelética:  se desenvolve após lesão a músculos, ossos ou articulações. Entre pacientes atendidos em clínicas de dor, representa a principal causa de 18,7% dos casos. Geralmente, o trauma envolve a coluna ou membros. Dos casos de trauma musculoesquelético, 11% desenvolvem dor moderada a severa por 4 meses.

5 – Outras dores crônicas pós-traumáticas especificadas: muitos tipos de lesões traumáticas podem levar a dor crônica. Este ítem se refere aos tipos de dor não especificados nos 4 sudiagnósticos acima.

  • Mari

    Mari

    "Já tinha consultado inúmeros médicos sem resultado algum...o Singular fez toda a diferença no momento crítico pelo qual passei. Além dos profissionais competentes, o tratamento humanitário foi destaque durante o tratamento." Lea Más
  • Marcelo

    Marcelo

    "23 anos de dor lombar crônica. No começo de tudo a dor era insuportável, 24 hs por dia; nessa época já não esperava mais nada, era como mais uma consulta, mas foi através do tratamento de bloqueios e fármacos específicos Lea Más
  • Priscilla

    Priscilla

    "Confio plenamente em toda equipe que cuida de mim...estou evoluindo cada dia mais...minha vida não parou." Lea Más
  • Lucinda

    Lucinda

    Acho que nunca me acostumei com a dor, e saber que era possível me livrar dela me fez chegar até aqui, um lugar tão Singular, que certamente simbolizará um novo jeito de caminhar, um novo destino com projetos e possibilidades. Lea Más
  • Omar

    Omar

    DR CHARLES e DR FABRÍCIO dois Profissionais e dois seres humanos , sem palavras..... Lea Más
  • Marcelo

    Marcelo

    No início de 2013 comecei a sentir dores constantes na região cérvico-toráxica. Não sabia as causas e muito menos o diagnóstico para aquele incômodo muscular que passou a ser diário. Com o passar do tempo a dor começou aumentar de intensidade e de duração. Lea Más
  • Anderson

    Anderson

    É difícil mensurar minha satisfação atual, assim como era difícil suportar tanta dor e sofrimento pelo qual passei quando do início de meu tratamento junto à clínica singular, em especial pelo atendimento prestado pelo Dr. Charles. Lea Más
  • Gláucia

    Gláucia

    Procurei o Dr. Fabrício em decorrência de um pós operatório frustrado. Cheguei a primeira consulta totalmente fatigada, abaixo do meu peso, muita olheira por  noites mal dormidas e com uma grande expectativa quanto a solução para o alívio das dores Lea Más
  • Rodrigo

    Rodrigo

    Assim como o ano de 2016, o de 2017 para mim inicia-se com um enorme otimismo e as melhores expectativas possíveis! Todo esse otimismo está embasado no belíssimo papel que a Clínica SINGULAR desempenha em minha vida e na de Lea Más
  • Rosalva

    Rosalva

    Quero agradecer à toda equipe da Clínica Singular, todos, sem exceção, atenciosos, sempre presentes e muito gentis.  Em especial ao fisioterapeuta Rodrigo Vasconcelos que me auxiliou com exercícios e após conversar com o Dr. Rafael Barreto Silva  do Instituto da Lea Más
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10